Autoavaliação institucional

A avaliação institucional é um processo de aferição do desenvolvimento de ações que permite o autoconhecimento, a correção e o aperfeiçoamento das ações institucionais, tendo em vista a promoção da qualidade acadêmica e a responsabilidade social da instituição em todas as suas instâncias.

Observado o princípio de mútua retroalimentação existente entre os processos de planejamento e avaliação, a avaliação institucional possibilita a construção de um projeto acadêmico amparado em princípios como a gestão democrática e a autonomia, que visam a consolidar a responsabilidade social e o compromisso científico-cultural da IES. Procura-se, assim, a adequada coerência entre a instituição real, a instituição que se projeta e as demandas científicas e sociais apresentadas pela realidade.

Desta forma, a Faculdade Católica de Pouso Alegre compreende a avaliação institucional como ação participativa e momento fundamental de seu desenvolvimento.

Esta proposta de avaliação institucional encontra-se pautada nas orientações fornecidas pelo texto da Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004, bem como por sua legislação complementar. Integra-se, assim, ao Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), visando a garantir o processo nacional de avaliação das instituições de educação superior, dos cursos de graduação e do desempenho dos estudantes. A Faculdade Católica de Pouso Alegre, dessa forma, compreende que sua ação autoavaliativa e a sua participação nas avaliações externas contribuem para fornecer subsídios ao Estado para a elaboração de melhores políticas públicas de educação superior.

A avaliação institucional organizada no Sinaes consta de três modalidades principais, aplicadas em diferentes momentos e segundo suas metodologias próprias:

a) Avaliação das Instituições de Ensino Superior (Avalies), desenvolvida em duas etapas adicionais:

- Autoavaliação institucional, coordenada pela Comissão Própria de Avaliação (CPA) da IES;

- Avaliação externa, imediata à autoavaliação institucional, efetuada por comissões designadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), segundo as diretrizes estabelecidas pela Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes);

 b) Avaliação de Cursos de Graduação (ACG), efetuada por meio de visitas in loco de comissões externas também designadas pelo Inep, conforme o trâmite junto ao Ministério da Educação de processos de reconhecimento e renovação de reconhecimento de cursos de graduação;

c) Avaliação do Desempenho dos Estudantes, por meio do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), aplicado, conforme as áreas e os critérios definidos pelo Ministério da Educação para cada ciclo avaliativo, aos alunos ingressantes e concluintes dos cursos de graduação.

Concepção e princípios da avaliação institucional

A concepção de avaliação institucional que orienta o processo de autoavaliação da Faculdade Católica de Pouso Alegre configura-se como:

a) atividade intrínseca ao próprio processo de planejamento, também ela diretamente endereçada à melhoria da qualidade de oferta do ensino superior, à eficácia institucional e ao aumento da efetividade acadêmica e social da instituição;

b) processo contínuo e permanentemente autocrítico e autoavaliativo no que diz respeito às suas próprias ações, métodos e resultados;

c) ação democrática e participativa, na medida em que procura envolver e engajar todos os sujeitos implicados na vida acadêmica da instituição: professores, estudantes, pessoal técnico-administrativo e membros da comunidade externa especialmente convidados ou designados;

d) exercício de transparência institucional, ad intra (comunidade acadêmica) e ad extra (órgãos públicos e sociedade civil organizada), tanto no que se refere aos critérios que embasam o processo avaliativo quanto aos métodos aplicados e aos resultados obtidos.

No processo de avaliação e acompanhamento do desempenho institucional da Faculdade Católica de Pouso Alegre estão presentes os seguintes princípios:

a) responsabilidade social com a qualidade da educação superior;

b) visão global e orgânica dos indicadores institucionais;

c) ampla participação e envolvimento dos membros da comunidade acadêmica;

d) legitimidade e confiabilidade das informações;

e) respeito à identidade da instituição;

f) continuidade do processo avaliativo como instrumento para a formulação da política educacional da própria instituição e do sistema de educação superior em seu conjunto;

g) uso efetivo dos resultados obtidos.

                                                                                                                    (Texto retirado do PDI - Plano de Desenvolvimento Institucional - da Faculdade Católica de Pouso Alegre, 2015 - 2019).

 

Clique aqui para ver os resultados das avaliações da CPA


-->

Todos os direitos reservados © FACAPA 2019 - 2022